Intermodal Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Liderança para gestão logística

Liderança para gestão logística.jpeg
A logística não se faz sem seus operadores, pessoas dedicadas e comprometidas que atuam em diferentes áreas do supply chain.

A logística sempre foi parte essencial de nossa vida em sociedade. Com o avanço da globalização, a área tornou-se ainda mais vital, e é por isso que os profissionais da logística devem estar sempre atualizados nas novidades do setor.

Além disso, para aqueles que ocupam cargos estratégicos na gestão logística, o aspecto da liderança é de alta importância. Um bom líder garante que estes serviços tão importantes para o nosso cotidiano, mesmo que por vezes invisíveis, continuem fluindo de maneira eficiente, segura e assertiva.

Mas, afinal, como adquirir suficiente conhecimento e prática para exercer a liderança para gestão logística com qualidade? Para ajudar a responder essas e outras questões, conversamos com Bruna Polli, gerente de logística da Acer do Brasil, que compartilhou valiosos ensinamentos conosco. 

Vamos conferir? Continue lendo e saiba mais!

O que faz um profissional de gestão logística?

Apesar do avanço do maquinário e da tecnologia cada vez mais eficientes para o segmento, sabemos que a logística não se faz sem seus operadores, pessoas dedicadas e comprometidas que atuam em diferentes áreas do supply chain.

“O profissional de gestão logística faz toda a gestão de uma cadeia de suprimentos, é responsável por organizar e distribuir de maneira inteligente e certeira o que e quando o material e/ou serviço precisa chegar ao destino, seja esse de matéria-prima ou produto finalizado”, resume Bruna.

Segundo nossa convidada, tais profissionais “precisam ter a visão do in/out do processo, monitorando para que o produto sempre esteja disponível, mas não fique ocioso, afinal, produto parado é dinheiro parado. Entregar com qualidade e ao menor custo possível, um dos fatores mais caros do processo de hoje, e armazenar e transportar de maneira inadequada pode levar uma empresa a perder em receita.”

A representante da Acer acredita ainda que, para quem quer se destacar no mercado logístico, é preciso “ter uma mente aberta e visão macro para os percalços do cotidiano, como, por exemplo, para o fato de as mercadorias precisam estar em deslocamento, situações como acidentes de trânsito ou sinistros. Esses entraves fazem com que esse profissional precisa ter jogo de cintura para não falhar e ocasionar ruptura dos serviços prestados.”

Como a liderança impacta na otimização da logística?

Para que os profissionais dos diferentes segmentos logísticos possam exercer suas funções com qualidade, é preciso que cada etapa do processo seja minuciosamente coordenada e esteja funcionando em sincronia.

É aí que a liderança para a gestão logística se faz ainda mais necessária. De acordo com Bruna Polli, algumas características podem ajudar a tornar alguém um líder de confiança, que garanta a eficiência do processo mantendo sua equipe unida e feliz.

“Um bom líder sabe encaminhar seu time e incentivá-los para o caminho correto, consegue orientar a equipe a atingir resultados extraordinários e ainda manter o foco no objetivo da empresa e suas metas. Ter um líder incentivador ajuda todos a alcançarem seus objetivos com segurança e confiança, pois ele deixa a equipe com vontade para trabalhar da maneira que ela se sente melhor”, observa.

A gerente de logística também destaca que fatores recentes, como as adaptações causadas pela pandemia da Covid-19, impuseram novos desafios na vida dos gestores, e que estar atento a essas mudanças e saber se adequar a elas é essencial para ter um time logístico de qualidade, satisfeito com seu trabalho e que forneça assim um serviço de excelência para a empresa ou cliente.

"Hoje, com o home office, o gestor ainda precisa administrar seus limites, lembrar que o funcionário tem vida além da empresa e que viver também se faz necessário. Quando seus liderados se sentem em paz e sabem suas responsabilidades, o gestor não precisa cobrar. Outro ponto a ser destacado é que o gestor aprende a trabalhar cada um de seus liderados com o passar do tempo, afinal, as pessoas são diferentes e correspondem a estímulos ou didáticas diversificadas. Aprender a trabalhar diversos estilos de gestão auxilia que o funcionário atinja suas metas e, consequentemente, o gestor também atinja as suas", explica.

Quais são os desafios da gestão logística estratégica?

Como vimos, estar em constante atualização, saber lidar com diferentes profissionais e ter uma visão macro das operações são fatores chave para um bom líder, mas existem outros desafios da gestão logística para os quais esse gestor precisa se preparar.

Bruna usa uma expressão conhecida para destacar essa necessidade: "A gestão logística estratégica faz o profissional pensar fora da caixinha. Apesar de ser uma expressão muito comum, pensar fora da caixa é exatamente o que um bom profissional precisa para desviar e reinventar as dificuldades impostas no dia a dia. Quando um padrão já não atende mais os objetivos de custo e prejudica o fluxo de trabalho, por exemplo, é hora de reinventar."

A representante conta uma situação vivida  na própria companhia onde atua para mostrar como é preciso olhar além das atividades cotidianas, buscando a inovação e a ousadia como forma de tornar o segmento logístico ainda mais otimizado.

"Um exemplo da Acer era o uso de caminhões fortes na logística, veículos extremamente amparados em segurança (blindagem, alarmes, escolta embarcada e nível de serviço alto) para o combate de furtos e roubos. No entanto, chegou um momento onde só ter o reforço de segurança não era mais viável, os custos já estavam extrapolados e mesmo assim não se atendia o cliente com eficiência. A partir do momento da troca de serviço, voltamos a ter eficiência e reduzir os custos. Claro que toda mudança tem seus desafios e é por isso que o profissional precisa olhar para todos os pontos da cadeia e como ela funciona, identificar e mitigar os riscos para a operação continuar a fluir conforme a necessidade", explica.

Dicas para ser um bom gestor de logística

Por fim, pedimos para que Bruna destacasse algumas dicas e conselhos que considera importantes para aqueles que já atuam ou que desejam alcançar um cargo de gestão logística.

Segundo nossa convidada, "Para ser um bom gestor de logística, você tem que ser bom em logística primeiro, entender os conceitos, as dificuldades e qual o rumo a empresa vai seguir. Compreender os objetivos que lhe foram propostos e trabalhar para que sejam cumpridos."

Ela complementa, apontando outros fatores que devem ser levados em conta para quem quer continuar se destacando no mercado e exercendo um papel de qualidade na gestão logística.

"Acima disso, ser um bom gestor é saber ouvir e liderar a equipe aos resultados, incentivar os funcionários a procurarem sempre o melhor de si para ter o melhor na empresa, motivar e orientar. Também é preciso passar conhecimento, mostrar e instigar os liderados a entenderem mais das decisões e pedir ajuda em resoluções que envolvam o time, fazer que eles realmente se sintam parte da empresa e que seu trabalho seja visto por todos", conclui.

Gostou deste artigo? Então, confira também nosso e-book "Trabalhando com logística: como entrar e se aprimorar no mercado?". Boa leitura!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar