Intermodal Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Nearshore nas cadeias de produção e distribuição

NearShore.jpg
O nearshore começa a ganhar espaço como meio de evitar a quebra das cadeias logísticas e garantir mais competitividade. Saiba mais!

A pandemia da Covid-19 impactou de forma significativa o mercado de comércio exterior, de modo que muitos players passaram a repensar a logística internacional. 

Dentro desse contexto, o nearshore começou a ganhar espaço, servindo como meio para evitar a quebra das cadeias logísticas e garantir preços mais competitivos aos produtos.

Ana Paula Morais Boteon de Lima, professora do curso de graduação em Comércio Exterior e Logística, do Senac EAD, conversou conosco sobre esse tema. Confira!

O que é nearshore?

Lima nos explicou que o termo nearshore é muito utilizado no setor de tecnologia da informação. 

É uma forma de terceirização das atividades de TI que consiste em contratar esse serviço em países estrangeiros, mas que tenham algumas características em comum com o país contratante, tais como proximidade, fuso horário ou até mesmo aspectos culturais.

“Apesar desse termo ser mais utilizado nos serviços de TI, também podemos aplicá-lo às cadeias de suprimentos. Isso se dá por meio da abertura de centros de distribuição espalhados por regiões mais próximas”, explica.

Ela prossegue: “Assim, se houver uma ruptura no sistema logístico, como tivemos durante a pandemia, os efeitos podem ser minimizados.”

Como o nearshore é aplicado nas cadeias logísticas?

Nas palavras de Lima: “Para implementação do nearshore a empresa deve fazer um planejamento estratégico contemplando todos as atividades envolvidas na operação definindo assim as estratégias e as responsabilidades de cada um dos envolvidos”.

Além disso, de acordo com a professora, a empresa deve ter em mente que haverá um investimento considerável para a implementação desse processo.

Quais são as principais novidades nas cadeias de produção e distribuição com o nearshore?

Perguntamos à professora quais são as inovações do nearshore nas cadeias de produção. Segundo ela, o próprio termo já é algo novo e que ainda está sendo assimilado pelas organizações.

Na opinião da especialista em logística, o nearshore começou a ganhar relevância nos últimos tempos, quando as empresas tiveram que enfrentar desafios impostos pela pandemia, o desabastecimento de matéria-prima, a falta de espaço em navios para o transporte internacional etc.

“Esse conceito de descentralizar, de reduzir a dependência de um único fornecedor tornou-se mais latente. A empresa que optar pelo nearshore, no entanto, precisa ter know-how e tecnologia para suportar essa operação”, opina Lima. 

Compreender sobre o funcionamento do nearshore se tornou algo importante para os profissionais de logística e comércio exterior. Afinal, essa é uma tendência que deve ganhar cada vez mais força e fazer parte das rotinas desse setor.

Esse e outros temas serão discutidos na Conferência Nacional de Logística - CNL, realizada pela ABRALOG, durante a Intermodal South America 2022. Garanta sua participação aqui!

Ainda não se inscreveu gratuitamente para o Intermodal South America 2022? Venha fazer parte do maior evento do setor!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar