Intermodal Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

O papel das normas ISO na padronização da qualidade na cadeia logística

Article-O papel das normas ISO na padronização da qualidade na cadeia logística

O papel das normas ISO na padronização da qualidade na cadeia logística.jpg
Responsável pela área técnica da PDCA Sustentável, João Camillo Netto nos deu mais informações sobre como as normas ISO podem colaborar com o segmento. Veja neste artigo!

Criada para garantir a padronização de qualidade de diferentes produtos e serviços em escala global, o ISO é a sigla utilizada para a International Organization for Standardization, ou Organização Internacional de Normalização.

Entre os objetivos do ISO estão a aplicação de normas técnicas que tem como objetivo atestar que determinado processo ou bem material estejam de acordo com os padrões necessários para utilização do público.

Responsável pela área técnica da PDCA Sustentável e especialista em ISO, João Camillo Antunes Netto conversou com nossa equipe sobre essa classificação e sua aplicação para a qualidade na cadeia logística.

Acompanhe o que ele nos disse a seguir!

O que são as normas ISO e como elas contribuem para a padronização da qualidade na cadeia logística?

Netto comenta que a ISO tem como objetivo fazer com que "os países signatários da ISO adotem estas normas, garantindo assim uma padronização de processos, o que facilita o comércio internacional, uma vez que ficam estabelecidos padrões mínimos a serem seguidos pelas empresas no mundo todo."

Ele complementa, relatando que, desta forma, "uma norma ISO é um documento que estabelece padrões técnicos e de gestão a serem seguidos e que podem ser auditados e certificados.”

Em suas palavras, “isso permite que a empresa que adota uma norma ISO tenha o reconhecimento internacional sobre o assunto daquela norma, podendo utilizar um certificado de conformidade emitido por um organismo de certificação de sistemas, para comprovar o atendimento da norma em questão."

Como Netto explica, "a norma ISO mais conhecida é a 9001:2015 (que normatiza a estrutura de um sistema de gestão da qualidade)." 

De acordo com ele, esta "é talvez a norma mais certificada no mundo, e determina como uma empresa deve estruturar seus processos para assegurar melhores resultados de qualidade dos produtos e serviços por ela realizados."

Outra norma muito conhecida é a ISO 9001, que, nas palavras do especialista, "fará com que a empresa mapeie seus processos, documente procedimentos dizendo como cada atividade é executada, reduzindo assim a possibilidade de falhas na execução das atividades e determinará que estes processos sejam monitorados através de indicadores de desempenho."

Segundo o representante da PDCA Sustentável explica, "a ISO 9001 é uma norma generalista, que pode ser aplicada em qualquer tipo de negócio, inclusive em empresas de logística, pois deverá ser feito o mapeamento de todos os processos que possam causar impacto na qualidade percebida pelo cliente."

"Desta forma podemos certificar empresas de transporte (marítimo, terrestre e aéreo), operadores logísticos, portos, aeroportos, serviços de despachante, terminais alfandegados, etc", complementa.

Quais são as principais normas ISO relevantes para a logística e a gestão da qualidade?

Netto elencou as principais normas adotadas pelas empresas de logística. São elas:

  • ISO 9001:2015 (sistema de gestão da qualidade) – A empresa terá todos os processos mapeados e controlados, para assegurar a qualidade de suas operações;
  • ISO 14001:2015 (sistema de gestão ambiental) – A empresa terá controle sobre todos os impactos ambientais causados por ela (emissões de gases, geração de resíduos, geração de efluentes, etc), bem como o efetivo controle sobre a utilização de recursos como (água, energia, combustíveis, etc), o que gerará economia para a empresa, além de gerar uma imagem ambientalmente responsável.
  • ISO 45001:2018 (sistema de segurança e saúde ocupacional) – A empresa terá uma visão clara de todos os perigos e riscos existentes em sua operação e adotará medidas de controle para estes riscos, reduzindo assim o número de acidentes de trabalho, bem como a redução de doenças ocupacionais (provocará uma melhora da saúde e segurança dos trabalhadores) .

Como a implementação de normas ISO na logística pode melhorar a eficiência e a eficácia das operações?

Falando sobre a importância e as vantagens de adotar as normas ISO, Netto explica que "o primeiro ganho fica por conta da padronização dos processos, reduzindo assim a possibilidade de uma mesma operação ser feita de formas diferentes.

Ele continua, observando que, assim, "todos os processos terão indicadores de desempenho, ou seja, todos os processos serão medidos e acompanhados permitindo assim um efetivo controle sobre os resultados alcançados e permitindo o estabelecimento de metas."

Também vale lembrar que periodicamente os processos serão auditados, permitindo assim uma visão clara do que está funcionando e o que não está funcionando, como comenta nosso entrevistado.

"A empresa deverá entender os seus cenários interno e externo, o que permitirá que sejam definidas estratégias para o crescimento e sustentabilidade do negócio", afirma ele.

Desta forma, na visão de Netto, "como o efetivo controle de todos os processos, teremos um controle maior sobre os custos, resultados, lucratividade, etc."

Como a tecnologia, como sistemas de gestão da qualidade, facilita a conformidade com as normas ISO na logística?

Falando sobre o uso de tecnologias e ferramentas para adequação às normas ISO, Netto explica que tal medida "irá requerer a emissão e revisão de procedimentos, o acompanhamento de indicadores de desempenho e o tratamento de não conformidades identificadas nos processos."

Conforme ele conta, "para isto hoje existem sistemas informatizados que controlam quase de forma automática todas estas variáveis, garantindo assim que as informações estejam disponíveis em tempo real para os usuários."

Quais são as perspectivas futuras para o uso das normas ISO na padronização da qualidade na cadeia logística?

Para encerrar, o especialista da PDCA Sustentável destaca que "o processo de adoção das normas ISO começou de uma forma mais intensa no Brasil no final da década de 1980."

Como ele rememora, "muitas empresas, principalmente as que lidam com o mercado mundial optaram por se certificar pelas normas ISO e passaram a exigir de seus fornecedores e parceiros a adoção deste modelo de sistema de gestão."

“A tendência é de cada vez mais as empresas se adaptarem a estas normas como uma forma de demonstrar que o seu negócio é regulamentado e busca sempre a melhoria dos seus resultados, principalmente os ligados a satisfação de seus clientes", finaliza Netto.

Para saber mais, veja nosso conteúdo que trata das certificações internacionais para comex e agenciamento de cargas!

TAG: ISO PDCA
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar