Intermodal Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Plano de logística sustentável no setor privado

Plano de logística sustentável no setor privado.jpeg
Você sabe o que são os PLS? Veja neste artigo a importância de montar seu plano e ajudar a tornar a logística mais socialmente responsável.

Mais do que um termo “da moda”, a sustentabilidade é um aspecto que veio para ficar. Hoje, mais do que nunca, os consumidores buscam empresas que respeitem o meio ambiente, e tal fator é também primordial na logística.

Por esse e outros motivos, ter um plano de logística sustentável no setor privado é de suma importância. Muito além do que estar “bem na fita”, a ação é uma forma de colaborar com a sociedade, ganhando pontos junto aos clientes por isso.

Para entendermos mais do que é um plano de logística sustentável e como elaborar o seu, conversamos com Amaury Vitor, OPS Ground Director da DHL Express. Vamos conferir?

O que é o plano de logística sustentável?

Também conhecidos como PLS, os planos de logística sustentável são compostos por metas e instruções que visam organizar os aspectos referentes à sustentabilidade dentro de uma empresa de logística, ou que atue com o ramo.

Empresas que não são necessariamente do setor logístico, mas que têm entre suas atividades ações de carga, descarga e controle de estoque, por exemplo, também podem se beneficiar destes planos.

Em suma, podemos destacar que os PLS são definidos por prazos e critérios que, quando colocados em prática, ajudam a empresa a alcançar os objetivos relacionados ao meio ambiente que traçou.

E engana-se quem pensa que os planos devem ser feitos apenas por quem quer ser socialmente responsável. Os PLS fazem parte da legislação brasileira, onde constam sob o Decreto nº 7.746.

Qual a importância de implementar um plano de logística sustentável?

"Ter uma prática sustentável é imprescindível, e acreditamos na força das empresas que, reunidas, adotam políticas ambientais, sociais e de governança semelhantes. Este alinhamento entre cultura e prática é o que buscamos e o que consideramos mais do que necessário para os negócios atualmente, já que devemos agir e decidir hoje o tipo de mundo que nós e nossas crianças viverão nos próximos 30 anos", reflete Vitor.

Ele prossegue: "Além disso, acreditamos também que as práticas ESG precisam ir além de mera tendência de mercado, é necessário que elas façam parte do propósito que nos conduz e estejam no centro de nossa missão e da estratégia que nos guia."

Nosso convidado destaca ainda uma recente pesquisa da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que apontou que, para  92% dos entrevistados, iniciativas socioambientais influem sobre sua percepção de empresas e marcas, a ponto de muitos deles (35%) deixarem de consumir produtos ou serviços de companhias com histórico de desrespeito ao meio ambiente ou a pessoas e animais.

Quais temas envolvem o plano de logística sustentável?

Logística reversa, uso responsável da energia elétrica e água, gestão de resíduos, extração e descarte de materiais e insumos são alguns dos pontos vitais para um plano de logística sustentável no setor privado.

Vitor cita ainda "os pilares ambiental, social e de governança corporativa" como pontos chave de tais ações. Por isso, antes de elaborar seu PLS, é importante levar algumas questões em consideração:

  • Quais são os principais gargalos sustentáveis de sua empresa?
  • Como melhorar o uso de recursos de sua companhia?
  • De que forma realizar deslocamentos e entregas de forma mais eficiente?

Analisando esses e outros pontos, será possível definir onde e como sua empresa deve atuar para melhorar sua relação com a sustentabilidade. Profissionais com conhecimento no tema, como especialistas em ESG, podem ser de grande ajuda.

Resultados práticos de um plano de logística sustentável

Usando o exemplo da empresa onde atua, Vitor apontou alguns passos que têm sido aplicados na multinacional alemã em prol de uma maior sustentabilidade na logística do setor privado. 

"Algumas das medidas práticas que estamos tomando, por exemplo, serão expandir nossa frota de veículos elétricos para 80.000 (60% do total) em todo o mundo e aumentar o uso de combustíveis sustentáveis no transporte de longa distância até 2030. Recentemente, a empresa firmou parceria com a Eviation, fabricante global de aeronaves totalmente elétricas", aponta o diretor da DHL.

Ele prossegue, destacando medidas que já podem ser vistas nas ações da empresa no território brasileiro.

"No Brasil, esses compromissos se traduzem em diversas medidas, como a crescente incorporação de veículos elétricos à frota (45 deles em dois anos). Planejamos introduzir 80 veículos elétricos de last-mile e 3 caminhões até 2023. O Gateway de Viracopos, em Campinas, também foi atualizado e passa a utilizar energia solar visando reduzir em torno de 80% o consumo de energia", explicou.

Portanto, a hora de avançar para uma logística mais sustentável é agora. Um bom passo para elaborar seu PLS é, também, através de consultorias especializadas no tema, assim como na adoção de medidas globais de redução de impacto ambiental.

Se você quer saber mais do assunto, aproveite e confira nosso artigo sobre “Logística sustentável: dicas para começar”. Boa leitura!

Ainda não se inscreveu para o Intermodal South America 2022? Venha fazer parte do maior evento do setor!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar