Intermodal Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Dicas para a otimização da logística no transporte rodoviário

Dicas para a otimização da logística no transporte rodoviário.jpg
Da infraestrutura precária em determinadas regiões, até questões de segurança pública, os problemas vividos pelo setor são diversos. Veja como é possível superá-los.

Responsável pela maior parte da movimentação de produtos em todo o país, podemos considerar o transporte rodoviário ainda como o principal pilar da logística nacional, apesar dos seus inúmeros desafios, gargalos e limitações em diferentes aspectos.

Da infraestrutura precária em determinadas regiões, até questões de segurança pública, os problemas vividos pelas empresas – e encarados diretamente pelos caminhoneiros – são diversos e diários no Brasil.

E para tentar mensurar melhor estes desafios e até mesmo propor soluções práticas em curto e médio prazo, nós conversamos com João Ferreira Netto, professor do curso de MBA em Engenharia de Produção da Fundação Vanzolini.

Vamos conferir?

Como o transporte rodoviário, principal modal da logística brasileira, pode ser otimizado?

Ainda que esta questão possa demandar infinitas respostas e soluções diversas, o professor João Ferreira é certeiro e aponta para problemas clássicos da infraestrutura na logística brasileira como os principais e mais importantes para um processo de otimização do modal no país. Ele inicia da seguinte forma:

“A otimização do transporte rodoviário no Brasil depende, diretamente, da infraestrutura disponível para o tráfego logístico. Em outras palavras, melhorias nas condições de rodagem das rodovias.

Questões como pavimentação adequada das estradas, por exemplo, é algo a ser destacado nesse cenário. Afinal, ainda temos uma porcentagem alta de rodovias de terra cortando o país e com fluxo diário de caminhões e veículos em operações.”

Além disso, o professor destaca outros fatores inerentes ao custo agregado dessas operações como problemas encarados diariamente por embarcadores e motoristas do transporte rodoviário no Brasil. Ele prossegue:

“Além das questões de infraestrutura das rodovias, podemos destacar também aspectos como o preço de pedágios, combustíveis e da alta tributação diretamente atrelada ao modal.

Afinal, são elementos ligados diretamente a estas operações e, se reformulados, poderiam ajudar a otimizar e melhorar o nível de serviço prestado pela logística nacional.”

O que especialistas do setor acreditam que possa ser melhorado e quais os desafios nesse sentido?

Aqui, o professor da Fundação Vanzolini destaca que, além da otimização do transporte rodoviário no Brasil, o melhor cenário para a logística nacional seria conseguir pulverizar as operações entre outros modais e amplificar as operações por outras vias, que não só por caminhões.

“Um cenário de melhor eficiência na logística no Brasil passa justamente pela necessidade de reduzir a dependência – quase que total – do transporte rodoviário nas operações do país.

Isso inclui, por exemplo, a essencial expansão de outras vias de distribuição, em especial, pelos modais ferroviários, hidroviários, além da cabotagem”, sugere o especialista, destacando opções viáveis e de grande potencial para a otimização logística do país.

Para complementar, João Ferreira reforça que essa ideia não visa substituir o transporte rodoviário por outros modais, mas sim de integrar tais operações e buscar maior eficiência operacional nas entregas.

“Nesse cenário, o transporte rodoviário não deixaria de ser utilizado dentro das operações logística no Brasil em grande escala. Pelo contrário, ele serviria de complemento para essa integração entre outros modais, no que chamamos de porta a porta.

Afinal, estamos falando aqui de um modal imprescindível e que sempre será essencial para as operações logísticas. No entanto, o que mudaria em um cenário mais amplo e diversificado, é que o transporte rodoviário agregaria características e papéis diferentes do que ocorre hoje, como viagens mais curtas, mais dinâmicas e com focos mais localizados e concentrados em regiões estratégicas.”

Como será o futuro do transporte rodoviário brasileiro em um cenário de maior eficiência logística?

Para responder a esta questão, o professor João Ferreira dá continuidade às ideias já destacadas acima, reforçando que um cenário mais otimizado depende diretamente de investimento na infraestrutura das rodovias, da reformulação de custos e preços agregados e do papel de políticas públicas efetivas.

Mas além disso, o profissional aposta em um tema amplamente debatido no setor hoje e que, sem dúvidas, é aspecto indispensável para o futuro do transporte rodoviário em curto e médio prazo: a sustentabilidade atrelada à logística.

“É interessante citar a questão da sustentabilidade na logística como proposta de melhorar eficiência operacional e de assumir um compromisso com o meio ambiente. Afinal, ainda temos uma boa parcela de nossas frotas com idade avançada, o que consequentemente, gera aumento de gastos e nos índices de poluição.

Logo, a substituição dessas frotas por alternativas mais modernas e sustentáveis pode ser citada também como fator essencial para um cenário futuro do transporte rodoviário no Brasil, somado a todas as demais questões abordadas anteriormente”, finaliza nosso convidado.

Essas são algumas opiniões e dicas do especialista para a otimização da logística no transporte rodoviário no Brasil. Entretanto, sabemos que o tema é amplo e complexo e, portanto, não caberiam todas as respostas e soluções em um único artigo.

Para isso, ainda deixamos o debate aberto e as perguntas em aberto! E você, qual a sua visão e opinião em relação ao assunto? O que é preciso ainda para otimizar o transporte rodoviário no país. Deixe suas mensagens e comentários aqui também!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar