Intermodal Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Obras da Linha 6-Laranja do Metrô de São Paulo devem gerar 9 mil empregos durante a execução e receber aportes de R$ 15 bilhões

1628604546826.jpeg
As últimas novidades a respeito deste assunto, assim como os principais temas da atualidade envolvendo o transporte de passageiros sobre trilhos, estarão na NT Expo Xperience 2021, que começa amanhã (5/10)

A previsão é que as obras sejam finalizadas e a linha entregue ao Governo de São Paulo em 2025. Ao total, o percurso terá 15 km de extensão e deverá ligar a zona norte à região central, transportando cerca de 630 mil passageiros por dia.

Considerado o maior projeto de infraestrutura em andamento no Brasil e na América Latina, com investimentos de R$ 15 bilhões, as obras da Linha 6-Laranja do Metrô de São Paulo geram expectativas entre os usuários de transportes públicos. Isso porque, após concluída, a nova linha promete interligar a zona norte à região central, transportando, em média, 630 mil passageiros por dia.

Com 15,3 km de extensão, o percurso vai conectar o bairro de Brasilândia a São Joaquim, no centro de São Paulo, e contará com 15 estações, inclusive com algumas delas fazendo a integração com quatro outras linhas do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). A construção, operação e manutenção da linha são de responsabilidade da Acciona, grupo espanhol que lidera a concessionária “Linha Universidade Participações S.A”, que adquiriu do consórcio Move São Paulo os direitos da parceria público privada (PPP), junto ao Governo do Estado, para a condução do projeto.

“Atualmente, as obras contam com 19 frentes de trabalho simultâneas, incluindo as futuras estações Perdizes, PUC-Cardoso de Almeida e SESC Pompeia, bem como os túneis de ventilação e saídas de emergência (VSEs) Sara de Souza e Pacaembu. Em agosto, foi iniciada também a montagem da tuneladora que escavará o trajeto no sentido sul, processo que deve ser iniciado em dezembro deste ano. Além dela, há outra tuneladora que realizará o mesmo trabalho, no sentido norte do percurso”, diz o diretor da Acciona no Brasil, André De Ângelo.

O executivo acrescenta que foi iniciado o túnel de conexão do Pátio Morro Grande com a futura estação Brasilândia, além da implantação do canteiro de obras para a estação que fará a ligação com a Linha 4-Amarela do Metrô, a Higienópolis-Mackenzie. “Além disso, a Acciona já iniciou as escavações das estações Brasilândia, Itaberaba e Vila Cardoso (as únicas que faltavam no trecho norte), junto com as paradas João Paulo e Freguesia do Ó. A previsão é que as obras sejam finalizadas e entregues em 2025”, acrescenta.

Um dos fatores que geram mais expectativa no projeto é a quantidade de empregos que ele deve proporcionar. “A previsão é que sejam gerados 9 mil empregos diretos e indiretos até o final das obras. Desse total, já foram preenchidas mais de 2 mil vagas até agora”, afirma De Ângelo.

Outro fator que cria perspectivas é oferecer à população uma opção mais ágil de transporte público para bairros afastados da cidade, que, atualmente, só contam com os ônibus como alternativa de locomoção. Após concluída, a Linha 6-Laranja fará um trajeto entre a região norte e o centro do município com apenas 23 minutos de duração - percurso que, hoje, é feito em, aproximadamente, uma hora e meia de ônibus, segundo o diretor da Acciona.

Mobilidade Urbana Sobre Trilhos - O atual status das obras da Linha 6-Laranja do Metrô de São Paulo, assim como os principais temas da atualidade envolvendo o setor de transporte de passageiros sobre trilhos, estarão na NT Expo Xperience 2021 - o principal ponto de encontro do setor metroferroviário da América Latina, que chega à segunda edição 100% digital.

Com início agendado para amanhã, 5 de outubro, o evento virtual - promovido pela NT Expo (plataforma de negócios completa para este mercado) - propiciará três dias de muitas atrações, conteúdos e networkings exclusivos aos profissionais e empresas do segmento, que poderão conferir, em primeira mão, o debate sobre o atual cenário e o futuro deste setor no país com os maiores especialistas no assunto.

Entre eles, estará o gerente de projetos da Acciona nas obras da Linha 6-Laranja, Cássio Chanquini, que conduzirá a palestra “Linha 6-Laranja: Como a tecnologia contribui para o avanço do maior projeto de infraestrutura em andamento no Brasil”, no primeiro dia de evento (5), às 14 horas. “Não poderíamos deixar de participar deste evento, uma vez que hoje estamos atuando em um dos principais projetos de metrô do país. Queremos mostrar aos participantes a força do Grupo Acciona e o nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável e com a inovação”, salienta De Ângelo.

Além disso, de acordo com ele, a companhia segue interessada em diferentes projetos de mobilidade urbana no Brasil e no mundo, uma vez que acredita que o investimento em transporte compartilhado é uma importante solução ambiental e social para as cidades.

Destaques da Programação - Ainda no aspecto de transporte de passageiros sobre trilhos, a NT Expo Xperience 2021 contará também com outros destaques na programação, ao longo dos três dias de realização do evento virtual - serão mais de 20 horas de conteúdos no decorrer de todo o encontro, sempre das 10 às 18 horas. Como a palestra “CPTM: Segurança para passageiros e operação de trens”, às 10 horas do segundo dia (6/10), com o Secretário Estadual de Transportes Metropolitanos do Governo de São Paulo, Alexandre Baldy.

Também no segundo dia, o painel “Modernização do sistema de bilhetagem: QR Code e aproximação NFC”, às 17 horas, chama a atenção, pois traz o debate sobre as inovações e novas tecnologias em pagamentos de passagens nos metrôs e trens do Brasil. Participam deste painel o presidente da CCR Metrô Bahia, André Costa; a COO (Chief Operations Officer) da Quicko, startup de inteligência em big data para a área de mobilidade urbana, Carolina Badaró; e o gerente de arrecadação e bilhetagem eletrônica da SuperVia, concessionária que opera o serviço de trens urbanos do estado do Rio de Janeiro, Philippe Brito. A moderação do debate será feita pelo conselheiro da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros Sobre Trilhos (ANPTrilhos), Conrado Grava de Souza.

Já o terceiro e último dia (7/10) abre espaço para o tema “Política Nacional de Transporte Ferroviário de Passageiros”, às 14h50, com o coordenador geral de estudos e cooperação técnica da Secretaria Nacional de Transportes Terrestres (órgão vinculado ao Ministério da Infraestrutura), Marcus Mota. Tudo isso com acesso gratuito! 

Perdeu algum painel? Acesse a plataforma e assista todo o evento gratuito na aba "On-Demand"

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar