Intermodal Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Robô humanoide opera na manutenção da ferrovia japonesa

Article-Robô humanoide opera na manutenção da ferrovia japonesa

Robô humanoide opera na manutenção da ferrovia japonesa.jpg
Equipamento pode trabalhar em altura, cortar ramos e pintar estruturas enquanto replica gestos humanos nas tarefas de manutenção controlados por um funcionário no solo.

O novo robô humanoide, projetado para fazer manutenção das linhas, especialmente para trabalhar em altura a cortar ramos ou pintar armações metálicas, foi apresentado pela West Japan Railway.

O robô tem um alcance vertical de 12 metros e pode usar vários acessórios para transportar objetos até 40 quilogramas.

Depois de dois anos de testes, a empresa West Japan Railway (JR West) apresentou um robô montado em um caminhão que vai operar na área de manutenção e inspeção das linhas, já a partir deste mês de julho de 2024.

O dispositivo tem dois braços que podem transportar objetos com peso de até 40 quilos e um alcance de até 12 metros, o que lhe permite substituir peças em altura, pintar estruturas e aparar ramos de árvores que estejam a impedir a circulação dos comboios.

Porém, o engenho não opera sozinho, é controlado remotamente por um técnico que está no solo e que usa óculos com ligação às câmaras instaladas na "cabeça" do robô, no lugar dos olhos, semelhantes aos do Wall-E (filme da Disney/PIXAR), quando o trabalhador vira a cabeça, o robô faz o mesmo.

Também há som captado pelo aparelho que chega ao operador, para este ter maior proximidade do trabalho a executar.

O peso dos objetos levantados pode ser sentido através de alavancas de controle.

Estes "membros" podem ser equipados com garras, lâminas ou pincéis e apresentar sensibilidades diferentes que vão do uso de uma motosserra ou pintar sinais nas barras metalicas das linhas.

“O operador dirige o robô a partir da cabine, próximo do solo, para que ele possa trabalhar com segurança em tarefas no ar”, disse o presidente da JR West, Kazuaki Hasegawa, durante uma conferência de imprensa.

A JR West desenvolveu a máquina com uma startup de robótica local e sublinha que as novas tecnologias podem ser usadas para combater a escassez de mão-de-obra numa sociedade japonesa envelhecida e melhorar a segurança no trabalho, protejendo os funcionários de quedas ou choques elétricos.

Kazuaki argumenta que “o aumento do uso de robôs é importante para enfrentar os desafios do trabalho de manutenção e garantir operações ferroviárias estáveis e sustentáveis”.

A empresa japonesa acrescenta que este aparelho pode reduzir as horas de trabalho de manutenção em cerca de 30 por cento. Estima ainda melhorar a segurança das tarefas quando é necessário operar em ambientes perigosos no meio cabos elétricos.

* Com informações da RTP Notícias

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar