Intermodal Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Tecnologias na modernização do sistema de bilhetagem ferroviária

Sistemadebilhetagemferroviária.jpeg
Tecnologias no sistema de bilhetagem permitirão um serviço de mais qualidade, comodidade e praticidade. Confira!

A tecnologia e o transporte ferroviário andam juntos desde o princípio. Das inovações que permitiram a criação e desenvolvimento dos trens até as novas tecnologias que têm cada vez mais colaborado com o avanço do setor, são imensuráveis as possibilidades que tais sistemas oferecem ao segmento ferroviário.

Quando falamos de bilhetagem ferroviária, essa união entre a modernização e as novas possibilidades também se destacam. Para entender mais sobre o tema, conversamos com Frederico Pimentel, Coordenador de Arrecadação e Clearing da CCR Metrô Bahia, concessionária responsável pela construção, manutenção e operação do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas.

Vamos conferir o que o especialista comentou sobre o assunto? Siga lendo para saber mais!

Qual é a importância do investimento em tecnologias do sistema de bilhetagem?

Frederico Pimentel: O investimento em tecnologias de Sistema de Bilhetagem é muito relevante para a CCR Metrô Bahia, pois estar em contato com o que tem de mais moderno significa ofertar os melhores serviços e tecnologias disponíveis no mercado para os nossos clientes. 

Essas novas tecnologias permitirão não apenas oferecer um serviço de qualidade, com mais comodidade e praticidade, mas significa atrair mais clientes para o sistema. O cliente percebe que estamos em constante evolução, sempre buscando o melhor atendimento e serviço.

Como está o atual avanço da bilhetagem online na nuvem no Brasil?

FP: Esse avanço está chegando cada vez mais rápido na bilhetagem eletrônica e nos meios de pagamento. Isso acontece também no dia-dia das pessoas.

Portanto, é natural que esse avanço também chegue para o transporte público e para a bilhetagem que é oferecida aos clientes.

Acredito que o Brasil tem avançado muito em termos de tecnologias na nuvem, mas ainda estamos popularizando esses tipos de serviços, que ainda é pouco utilizado se compararmos com outros países.

Como funciona o pagamento por aproximação NFC?

FP: A sigla, em inglês, significa “Near Field Communication” (NFC), e trata-se de uma tecnologia de troca de dados e informações sem fio e por aproximação entre dois dispositivos. Esse tipo de tecnologia permite que pagamentos e transações financeiras ocorram apenas ao encostar o dispositivo que possui NFC nos equipamentos e pinpads preparados para transacionar com esse tipo de tecnologia.

O NFC é uma ferramenta que vem ganhando cada vez mais força no Brasil. Você pode encontrar o NFC em celulares, smartwatches e até mesmo cartões de crédito e débito (cartão contactless).

Com a expansão desta tecnologia, será possível utilizar o transporte público com pagamentos via celulares, cartões de crédito e débito e outros tipos de dispositivos que possuem essa ferramenta.

O bilhete ferroviário QR Code já é realidade?

FP: Sim, o QR Code já é uma realidade em várias capitais e cidades pelo Brasil, onde os clientes podem se beneficiar da geração deste código por meio de aplicativos e outros dispositivos.

O QR Code ajuda na compra e pagamento via PIX, na liberação do acesso dentro do Transporte público, no acesso de informações de prestações de serviço, sites e entre outras possibilidades. Desta forma, pode-se afirmar que já está presente em nosso cotidiano e já é uma realidade no nosso dia-dia.

Quais os desafios ainda enfrentados pela modernização do sistema de bilhetagem?

FP: Existem vários desafios para a modernização da bilhetagem eletrônica, dentre eles podemos destacar:

  • Curva de aprendizagem dos clientes para utilizarem as novas ferramentas disponíveis;
  • Os custos relacionados à implantação de novas tecnologias;
  • Integração entre diferentes sistemas de plataformas de pagamento;
  • A integração entre diferentes modais ao utilizar as novas ferramentas;
  • Tempo de validação para liberar uma passagem.

O que esperar da aplicação de futuras tecnologias no sistema de bilhetagem?

FP: O que os clientes podem esperar no futuro será a utilização cada vez maior  de pagamentos por meio de smartphones, smatwatches, cartões de crédito, etc. Onde o cliente poderá escolher qual é o meio de pagamento mais conveniente para ele naquele momento.

A CCR Metrô Bahia busca oferecer o máximo de opções possíveis para os clientes terem a liberdade de optar pela forma que melhor se encaixe para ele.

Podemos destacar ainda o conceito de ABT, que já está sendo utilizado em outros países. Com o "Account Based Ticketing" (ABT), o cliente poderá ter em seu celular pessoal créditos para o transporte público similar a uma “carteira Eletrônica” e poderá obter vantagens e serviços agregados a utilização desta nova plataforma, que deve chegar no Brasil nos próximos anos em maior escala.

Gostou deste conteúdo? Então, confira também nosso material especial sobre Trens autônomos: cases e o que esperar do futuro.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar